quarta-feira, 25 de julho de 2007

Anjos Blusistas


Anjos Blusistas

COMPOSIÇÃO: André Luis R. Soares


As vezes sinto a morte
perto,muito perto,
Mas são as asas dos anjos,
que como a morte
me dá paz,
A paz que só no fundo de
meus sonhos encontrarei,
A Vida?
É um presente de deus,
que o ser humano
transforma em flagelo,
outros se pisam,se matam,
pensando que dinheiro
traz felicidade,
Há 2.000 anos,já sabiamos
que viriamos para amar
e ser amado,
com a proteção dos anjos,
que me rodeiam com seus Blues
de piedade e amor,
Cante,Dance!!
Entre num transe não
compreendido por mortais.



Creative Commons License


Esta obra está licenciada sob uma
Licença Creative Commons.

Um comentário:

grazielle disse...

Q lindo André...nao conhecia esse seu lado, vc realmente é demais amigo...
ADORO-TE MUITO...
Bjo